Início / Destacados 1ª Página / Restaurantes podem vir a ter “slots machines”

Restaurantes podem vir a ter “slots machines”

Esta transferência das “slot machines” dos casinos para os restaurantes possibilitaria aos primeiros “amortizar a taxa de IVA do setor, permitindo ainda ao Estado receber parte dessa receita das “slots

Esta transferência das “slot machines” dos casinos para os restaurantes possibilitaria aos primeiros “amortizar a taxa de IVA do setor, permitindo ainda ao Estado receber parte dessa receita das “slots

A organização do Restaurante Week vai propor que os estabelecimentos de restauração e similares possam começar a explorar o negócio das “slot machines”.

Esta transferência das “slot machines” dos casinos para os restaurantes possibilitaria aos primeiros “amortizar a taxa de IVA do setor, permitindo ainda ao Estado receber parte dessa receita das “slots”, cujo controlo seria exclusivamente do próprio Estado”, explicou António Peres, membro da organização da Restaurante Week, uma prova gastronómica mundial que decorre em mais de 100 cidades.

A organização vai apresentar esta proposta no próximo dia 24 de outubro, na Casa da Música, na cerimónia de apresentação do Restaurante Week/Porto, que deverá contar com a presença do secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, de representantes da AHRESP (Associação da Hotelaria, Restaurantes e Similares de Portugal) e membros da Mulheres de Vermelho, casos de Estela Barbot e Isabel Pires de Lima, um movimento criado para sensibilizar a população para a importância da prevenção das doenças cardiovasculares. Segundo António Peres, esta é a única solução de que a AHRESP dispõe “hoje e num futuro próximo para evitar falências e desemprego em catadupa”.

“Entendemos no limite lançar uma petição pública no sentido de atingir esses objetivos, cuja concretização terá de passar pela intervenção direta do Governo, com a adequada produção de legislação. A aquisição das máquinas terá de ser sustentada por linhas de crédito em leasing, que resultam das próprias contribuições da atual exploração do jogo que representa muitos milhões de euros”, acrescenta António Peres.